ESCOLA POPULAR DA NATUREZA Uma iniciativa do Fórum Popular da Natureza em aliança com a Fundação Rosa Luxemburgo


A natureza é sinônimo de vida. Vida e natureza concebem um mesmo organismo. Cada ser, os meios e processos para a sua existência criam uma interdependência entre outras vidas e elementos vivos desse mundo, estão entrelaçados, a composição de seres humanos e não humanos da Terra têm vida, respiram, cumprem suas missões e orquestram em harmonia.

Como construir uma articulação política em favor do bem viver, que seja potente, que seja das bases, e que ao mesmo tempo não sombreie as diversas lutas que já estão em curso?
Pontuação primordial do desafio do Fórum Popular da Natureza, uma organização socioambiental. Fomentar a questão ambiental a partir de uma perspectiva anticapitalista, antirracista e popular.

Repensar, reinventar e reconfigurar o modo como a sociedade está estruturada, o atual modelo econômico neoliberal de exploração humana e dos recursos naturais esgotou a condição de acolhimento da progenitora Mãe Terra, foi colocado em xeque a vida do Planeta, não há mais peças nesse tabuleiro para jogar, o Planeta sofreu o mais atroz dos ataques e está ameaçado. Como vamos mudar esse jogo?

“Apoiar e participar de processos de formação política e socioambiental como os realizados pela Escola Popular da Natureza é muito importante para a Fundação Rosa Luxemburgo porque, entre outros aspectos, promovem o fortalecimento de vínculos entre diversas organizações” (Elis Soldatelli, Fundação Rosa Luxemburgo)

Escola Popular da Natureza tem como objetivo central a formação política e socioambiental de militantes do Fórum Popular da Natureza e do público em geral, em especial, de setores, movimentos e coletivos alinhados a perspectiva da superação do capitalismo.

Se faz necessário uma reconfiguração total do modo como nossa sociedade está estruturada. Formas de viver que integradas ao meio em que vivemos, a vida, a natureza, o ar que respiramos e as florestas. O meio não difere do ambiente, compreender que humanidade, florestas e seus seres e não seres, os animais, os insetos, a água e o planeta estão interseccionados. Se um desses pilares cair, a queda é global. Qual é o modelo de globalização que entendemos?

É inegável a urgência desse tema, o sistema capitalista não nos representa. Em qual sistema estamos inseridos?

Nessa perspectiva temos muito trabalho a fazer, e fortalecer nossa aliança com pessoas que caminham junto na mesma vibração, pensamentos e expectativas de um mundo melhor. O Fórum Popular da Natureza, através da Escola Popular da Natureza é imensamente grato pelo apoio que tem recebido da Fundação Rosa Luxemburgo, uma parceria que irá possibilitar uma organização operacional competente para suprir as tarefas necessárias e formas de luta contra a opressão, exploração e o capitalismo incrustadas nas políticas do atual governo.

A vida pela da natureza, pelos saberes dos povos originários e tradicionais da Terra e pelo Planeta.

2 Likes